Suomen sivusto, jossa voit ostaa halvalla ja laadukas Viagra http://osta-apteekki.com/ toimitus kaikkialle maailmaan.

Yritti äskettäin viagra, se toimii erittäin tehokkaasti)) Ostaa Internetin kautta täällä viagra Myös ostaa levitra oikeudenkäynti, vaikutus on silmiinpistävää.

Microsoft word - aula12 exemplos de programas com estruturas de repetiÇÃo.doc

EXEMPLOS DE PROGRAMAS COM ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO
Exemplo 1
Criar um programa em fluxograma convencional e Linguagem C que realiza a soma dos 100
primeiros números inteiros positivos.
Solução:
O problema dado resume-se à expressão:
Para que o programa computacional seja eficiente e para que não seja necessário escrever um código onde os números inteiros sejam digitados um a um, é necessário apresentarmos o operador matemático chamado somatório, representado pela letra grega Σ (sigma maiúsculo): S = 1 + 2 + 3 + 4 + K +100 = ∑i onde a variável i assume valores de 1 a 100, ou seja, i = 1, 2, 3, ., 100, e os valores que
deverão ser somados são os mesmos valores que a variável i assumirá durante o processo do
operador somatório, por esta razão a expressão matemática que gera os valores que serão
somados é somente i.

Sendo conhecida a expressão geral, na forma de somatório, do problema em questão é
possível então criar o programa sem digitar os números inteiros positivos, ou seja, o próprio
programa os gerará.
#include<stdio.h>
int i,S;
for (i=1;i<=100;i++)
system("PAUSE");
return 0;
S=5050 Pressione qualquer tecla para continuar. 12a AULA EXEMPLOS DE PROGRAMAS COM ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Exemplo 2
Criar um programa em fluxograma convencional e Linguagem C que realiza a soma dos 100
primeiros números pares.
Solução:
A solução do problema resume-se à expressão:
Devemos criar a expressão geral na forma de um somatório para o problema. Assim teremos: S = 2 + 4 + 6 + 8 + K + 200 = ∑ 2i Basta observar que S= 2*1 + 2*2 + 2*3 + 2*4+ . +2*100
e i = 1, 2, 3, ., 100

Sendo conhecida expressão geral do problema em questão, na forma de somatório, é possível
criar o programa sem a necessidade de digitar os números pares, da mesma forma que foi
realizado no exemplo 1.
#include<stdio.h>
int i,S;
for (i=1;i<=100;i++)
system("PAUSE");
return 0;
S=10100 Pressione qualquer tecla para continuar.
Exemplo 3
Criar um programa em fluxograma convencional e Linguagem C que realiza a soma dos 100
primeiros números ímpares.
Solução;
O problema dado resume-se à expressão:
S = 1 + 3 + 5 + 7 + K +199 = ∑ (2i − ) Basta observar que os “vizinhos” de um número par serão ímpares, o acima e o abaixo. Sendo
2i um par, os seus vizinhos serão (2i -1) e (2i +1). Neste exercício usaremos (2i -1), pois
i = 1, 2, 3, ., 100 .
12a AULA - EXEMPLOS DE PROGRAMAS COM ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO #include<stdio.h>
int i,S;
for (i=1;i<=100;i++)
system("PAUSE");
return 0;
S=10000 Pressione qualquer tecla para continuar.
Exemplo 4
Criar um programa em fluxograma convencional e Linguagem C que realiza a soma dos pares
a partir do número 2, até que soma seja menor ou igual a 120 (S≤120). Apresente quantos
números pares foram utilizados.
Solução:
A solução do problema resume-se à expressão:
S = 2 + 4 + 6 + 8 + K + 2N = ∑ 2i ≤120 Observar que o problema pede para definir o valor de N, ou seja, a quantidade de elementos
(números pares) que foram somados, sendo i = 1, 2, 3, ., N . Dessa forma não podemos
usar o laço contado for e a solução mais apropriada é o uso do laço condicional while.
Veja a solução computacional:
12a AULA - EXEMPLOS DE PROGRAMAS COM ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO while (S<=120)
printf("Para N=%d pares\n",i-2); system("PAUSE");
return 0;
Para N=10 pares Pressione qualquer tecla para continuar.
Notar que o valor de N será i-2, pois a variável i foi incrementada duas vezes, uma quando a
condição do laço ainda era Verdadeira e outra quando se tornou Falsa, conforme mostra a
tabela abaixo:
i
2i

No Exemplo 4 acima, fica evidente que não poderíamos utilizar o laço contado for pois
o valor de N deveria ser conhecido, obrigatoriamente.

Os exemplos da Aula 11 demonstram que nas aplicações do laço contado for
poderíamos utilizar o laço condicional while, ou seja, o while faz que o for faz.
O laço condicional while é mais apropriado que o laço contado for quando a
condição de término do laço ocorrer inesperadamente.

Ou seja, o laço condicional while possui mais recursos e aplicações que o laço contado for.
Veja os exemplos nas próximas notas de aulas.
12a AULA EXEMPLOS DE PROGRAMAS COM ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

Source: http://www.engonline.fisp.br/1ano/computacao_engenharia/computacao2/profnilson/Aula12_EXEMPLOS_PROGRAMAS_ESTRUTURAS_REPETI%C3%87%C3%83O.pdf

H:/office/texdocs/xl/otterloos_preferences.dvi

Preferences in Game Logics Abstract even excluding the possibility that an agent might value op-tions equally. Models of social procedures that do not re- We introduce a Game Logic with Preferences ( GLP ), quire one to completely specify the preferences of agents which makes it possible to reason about how information are thus highly desirable. Gal and Pfeffer [9, 10] have also or as

13 saját közlemények jegyzéke

Zsombók Terézia Szakcikkek 1. Zsombók Mozgásprogram szerepe a krónikus fejfájós (migrén, tenziós) páciensek kezelésében. Sportorvosi szemle. - 2000. 41. évf. 4. sz., p. 245-251 Effect of autogenic training on drug consumption in patients with primary headache: An 3. Juhász Gabriella. - Zsombók Terézia . - Gonda Xénia. - Bagdy György. Orvosi Hetilap. - 2004. 145

Copyright © 2010-2014 Medical Pdf Articles